Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

...é bom e eu gosto!

Aqui partilho o que mais gosto e me interessa; fotografias, decoração, arquitetura, inspirações, curiosidades, receitas, livros, viagens, boas ideias e espero que me ajudem com a vossa opinião e sabedoria...

...é bom e eu gosto!

Aqui partilho o que mais gosto e me interessa; fotografias, decoração, arquitetura, inspirações, curiosidades, receitas, livros, viagens, boas ideias e espero que me ajudem com a vossa opinião e sabedoria...

Espetadas de tamboril com pêssego e pimenta rosa

1436257935582.jpg

Tamboril é o nome vulgar dos peixes lophiiformes pertencentes aos géneros Lophius e Lophiodes. O tamboril é um peixe, que vive junto do fundo, que pode ser encontrado desde a zona de maré até aos 600 metros de profundidade.

b3544lqs_zuc_7962f7f3_detail.jpg

De aspeto peculiar, com uma cabeça enorme e um corpo acastanhado, sem escamas, é também conhecido como o "diabo do mar". A sua carne, firme e sem espinhas, é bastante apreciada, prestando-se a diversas preparações culinárias, desde que se tome o cuidado de não a cozinhar em excesso, o que a tornaria demasiado seca e rija.

tamboril_0.jpg

Enquanto adulto, o tamboril pode medir até 170 cm de comprimento. Apresenta uma barbatana dorsal característica, onde o raio anterior está isolado e modificado para a função de cana de pesca. O raio apresenta uma excrescência carnosa na ponta (a isca) que atrai as presas para a boca do animal. As presas preferenciais são outros peixes, mas já foram registados casos onde se descobriu aves marinhas no estômago de tamboris. A camuflagem eficiente do tamboril contra o fundo do mar é essencial para o sucesso deste tipo de caça.

0,,50485823,00.jpg

O tamboril é em geral vendido à posta ou sob a forma de lombos e constitui um ingrediente de destaque em espetadas, arrozes, massadas, caldeiradas, caris e guisados. Uma nota importante a terminar: para quem segue uma dieta restritiva em termos de gordura, este é um peixe a escolher, visto tratar-se de um peixe extremamente magro, com um teor de lípidos virtualmente nulo.

O tamboril, em particular as espécies Lophius piscatorius e Lophius budegassa, é um dos peixes tradicionais da Gastronomia Portuguesa.

Você pode substituir o tamboril pela mesma quantidade de espadarte ou bacalhau acompanhado com uma salada fresca.

 

Receita de espetadas de tamboril com pêssego e pimenta rosa

 

500 g de cubos de tamboril

2 Nectarinas

1 Colher de sopa de óleo ou margarina 

pimenta rosa

3 Raminhos de tomilho

½ Xícara de vinho branco

Azeite extra virgem

Sal

 

Retire a cartilagem do tamboril se ainda a tiver e mergulhe numa marinada durante 30 minutos com vinho e tomilho. Mergulhe as varas de madeira em água fria.

Lave as nectarinas, seque, corte cada uma em seis fatias e, em seguida, ao meio. Escorra o tamboril e espete alternando com pedaços de pêssego. Tempere com uma pitada de sal e duas colheres de sopa de óleo ou margarina.

Aqueça uma frigideira antiaderente ou frigideira para grelhar, grelhe as espetadas cerca de 2 minutos de cada lado, polvilhe com pimenta e sirva decorando a gosto com alfasse frisada, salada e flores de curgete.

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

Comentários recentes

Mensagens

Tags

mais tags