Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

...é bom e eu gosto!

Aqui partilho o que mais gosto e me interessa; fotografias, decoração, arquitetura, inspirações, curiosidades, receitas, livros, viagens, boas ideias e espero que me ajudem com a vossa opinião e sabedoria...

...é bom e eu gosto!

Aqui partilho o que mais gosto e me interessa; fotografias, decoração, arquitetura, inspirações, curiosidades, receitas, livros, viagens, boas ideias e espero que me ajudem com a vossa opinião e sabedoria...

Gruta do Labirinto e lago da Quinta da Regaleira

Quinta-Regaleira-20030511 005_0_preview.jpg

 Gruta do Labirinto e lago, o troço superior de túneis da Regaleira não constitui, diretamente, um labirinto, mas tem com este e com a sua carga simbólica, uma relação, pois os seus caminhos subterrâneos podem levar a, diferentes direções.

 Os túneis da Regaleira continuam a constituir o quadro distintivo essencial da quinta e, em forte medida, o seu maior mistério ou, pelo menos, a fonte principal de controvérsia e debate. 

Gruta do Labirinto 1.jpg

 São uma figuração da viagem das trevas à luz, como um caminho que conduz da morte simbólica do profano e à ressurreição do iniciado, como um homem novo. Além dos túneis, estão sempre presentes os lagos que expressam os olhos da Terra, pelos quais os habitantes do mundo subterrâneo podem ver o que existe no mundo exterior.

Diapositivo13.JPG

 Podem ainda simbolizar a referência às águas do génesis e ao nascimento do Homem através das águas do ventre materno. A água, que aparece por toda a Quinta, pode também ser vista como elemento purificador que traria a “limpeza espiritual” à vida. 

Diapositivo10.JPG

 Assim depois, de atravessar as trevas das grutas labirínticas, até chegar à luz, esta vê-se refletida em lagos, surpreendentes. As grutas do labirinto são grutas artificiais, totalmente construídas por Manini e Carvalho Monteiro.

11080697_10153126601860479_3992456935600229284_o.j

 Nestas grutas, os caminhos que nos levam ao interior do labirinto são livres. Remetendo para a mitologia, surge uma viagem e uma procura pela espiritualidade. Estão presentes, de forma evidente, três dos quatro elementos fundamentais do conhecimento esotérico e da mitologia: a terra, a água e o ar.

11062421_10203994889620296_528088381862355901_o.jp

 A terra, porque é dentro dela que os túneis são percorridos; a água, porque existem quer lagos exteriores, quer interiores; o ar, porque as aberturas são múltiplas, permitindo que a brisa nos surpreenda.

11010521_10203994889140284_8855968518919699962_o.j

 O quarto elemento é mais subtil, tendo em conta que só com uma tocha ou uma vela é que era possível, naquela altura, percorrer túneis completamente escuros e cheios de sobressaltos. É o primeiro percurso da Quinta e é o encontro com os quatro elementos fundamentais.

10462628_10152490608815479_8509263675077267207_n.j

 Temos ainda e sempre na Regaleira a dualidade luz/sombra, passando de uma para a outra com rapidez como na vida e no conhecimento.

1400680_10152017460870479_1004529232_o.jpg

 

1292912_529006973841596_2038068630_o.jpg

 

704638_3859595857506_706540419_o.jpg

616464_3859606257766_2028773883_o.jpg

399617_10150565805990479_1605286276_nq.jpg

 

1280px-Palacio-da-Regaleira_Gruta-do-Labirinto3_Si

 

1280px-Palacio-da-Regaleira_Gruta-do-Labirinto2_Si

 

03 underground-tunnels-quinta-de-regaleira.jpg

 

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

Comentários recentes

Mensagens

Tags

mais tags